Ligamos para você

Se preferir, ligue grátis para:0800 014 2001

Calcule seu risco de queda

23 / 05

É importante colocar o corpo para trabalhar!

Há quase dois anos, Maria de Lourdes Munao leu no jornal Atividade uma matéria com o educador físico

Há quase dois anos, Maria de Lourdes Munao leu no jornal Atividade uma matéria com o educador físico Maurício Montelli sobre a importância da prática de exercícios na terceira idade, começava ali uma nova etapa na sua vida, aos 90 anos. “Achava que já tinha terminado minha jornada, mas resolvi ligar para o professor e combinei de começar aulas na academia do prédio, depois do aval do médico, mesmo pensando que seria um gasto desnecessário. Hoje, vejo que foi um grande investimento. Não consigo mais ficar sem a atividade física, mudou completamente minha qualidade de vida, meu humor está muito melhor e meu corpo pede os treinamentos”, conta Lourdes, que completa 92 anos no Dia da Bandeira, em 19 de novembro. “Dou essa referência porque sempre pego as pessoas com a data, ninguém sabe quando é o Dia da Bandeira”, diverte-se.

Desde jovem, Lourdes sempre gostou de atividades físicas e ao longo da vida manteve uma rotina de caminhadas no parque, academia e modalidades como Yoga e Tai Chi Chuan. Há cerca de 10 anos, contudo, quando sofreu uma queda em seu apartamento e quebrou o fêmur, foi que dimensionou o poder que os exercícios podem ter na qualidade de vida. À época, com mais de 80 anos, teve um período de recuperação difícil, passou um mês de repouso na cama e encarou uma centena de sessões de fisioterapia. “Todo esse tempo parada foi muito ruim, no começo a queda me trouxe muito medo, não tinha equilíbrio, fiz terapia e fez bem para minha mente, mas a atividade física hoje me trouxe uma melhora geral, sinto-me bem disposta e com energia”, explica a paulista da pequena cidade de Torrinha.

Há 25 anos, desde que ficou viúva, mora sozinha em um apartamento no Itaim Bibi, na zona Sul de São Paulo, onde mantém sua rotina irrequieta de dona de casa. “Faço compra no mercado, vou à feira, ao banco, ao cinema, adoro cozinhar e faço minha própria comida, não gosto de ficar parada. Quando preciso chamo um dos taxistas da rua que já me conhecem de longa data”, diz. Dos arredores sai para visitar a única filha, um casal de netos e duas bisnetas que moram no Morumbi. Lourdes conta com a ajuda de um andador para se locomover, e o que poderia ser empecilho para muitos, para ela é um auxílio. “Sinto-me segura com ele. E não abro mão de morar sozinha, gosto da independência e hoje tem tecnologias como da Telehelp que ajudam bastante. Também adoro São Paulo e as muitas coisas que se tem para fazer aqui”.

Na academia do prédio, Lourdes tem aula com o professor Maurício duas vezes por semana, nas quais faz desde exercícios aeróbicos, como esteira (20 minutos), até séries de alongamento e para fortalecimento de músculos, principalmente das pernas, e também equilíbrio. “Toda pessoa tem que colocar o físico para trabalhar! É fundamental”.

As aulas de ginástica deram ânimo para Lourdes pensar em colocar em ação planos de fazer outras atividades, embora não queira revelar quais. “É um segredo, por enquanto”, brinca. “Trabalhei em escritório até me aposentar e sempre mantive a cabeça ocupada, fiz faculdade da terceira idade e até hoje trabalho com artesanato, tenho muita habilidade com as mãos e com as agulhas”, conta. “Eu adoro viver, quero chegar aos 100 anos ativa e fazendo atividade física!”.

Educador físico: Maurício Montelli

Email: mauricio.montelli@terra.com.br

Telefone: (11) 3884-6037



Voltar para todas as notícias

Conheça nosso canal

Siga a Telehelp nessa rede social e veja os nossos vídeos e novidades que devem auxilia-lo a entender melhor nossos serviços.

Conheça Conheça

Perguntas frequentes

Ainda com dúvidas, aqui você pode esclarece-las com o nosso FAQ, tendo acesso às perguntas e respostas às dúvidas mais frequentes.

Leia Mais Leia Mais

Depoimento

Confira depoimentos e áudios reais de quem utiliza o serviço de teleassistência

Veja mais Veja mais